Skip To The Main Content

Trazendo inovação para grandes empresas

ASCM CEO

Friday July 28, 2017


Há pelo menos uma década, “inovação” vem sendo a palavra da vez nas empresas. Ainda assim, as grandes empresas continuam tendo dificuldades para capturar novas ideias como as que são apresentadas por startups e empreendedores. Na última edição da Harvard Business Review, Bharat Kapoor, Kevin Nolan e Natarajan Venkatakrishnan descreveram como a GE está buscando adotar um pouco da mágica da inovação por meio da iniciativa FirstBuild.

“Em meados de 2014, a GE Appliances lançou a FirstBuild: um laboratório e microfábrica de inovação equipados pela GE para potencializar os pontos fortes de uma empresa estabelecida com as vantagens de uma startup empreendedora”, escreveram Kapoor, Nolan e Venkatakrishnan. “A chave é a separação. “A FirstBuild, uma empresa independente operando sob a própria marca, não é, definitivamente, mais uma tentativa de transformar a cultura corporativa de uma empresa tradicional.”

Para começar, a FirstBuild fica em Louisville, no Kentucky, a alguns quilômetros do GE Appliance Park. A FirstBuild está localizada no campus da Universidade de Louisville, no que os autores descrevem como uma “comunidade aberta”, que inclui designers industriais, cientistas, engenheiros, estudantes, inventores amadores e funcionários da FirstBuild. Pessoal da APICS, não se preocupe: existe um líder operacional na equipe, além de um diretor e um diretor comercial. Além disso, a FirstBuild emprega um gerente da comunidade para garantir que a organização atraia e incentive inovadores. Essas estratégias devem estar funcionando, uma vez que a comunidade hoje possui mais de 12.000 membros.

O trabalho da FirstBuild é de código aberto, uma diferença cabal em relação à GE Appliances e a outras fabricantes. “Visitantes e inventores são bem-vindos às instalações da FirstBuild, e as inovações descobertas lá são orgulhosamente exibidas, não envoltas em segredo”, observam os autores.

Sua configuração permite que a FirstBuild pegue ideias e fabrique rapidamente os protótipos, fabrique e comercialize novos produtos. Geralmente, ela produz cerca de 1.000 unidades de um novo produto. Se a demanda ultrapassa esse número, o produto é considerado uma vitória, e a GE Appliances pode optar por integrá-lo em suas próprias linhas de equipamentos. “O que a GE Appliances ganha é a poderosa vantagem de ser a primeira a comercializar para o mercado”, afirmam Kapoor, Nolan e Venkatakrishnan.

A comunidade FirstBuild inclui especialistas em tecnologia para promover a ideia de equipamentos inteligentes. Por exemplo, a FirstBuild criou e fabricou o ChillHub, um refrigerador com duas estações USB e Wi-Fi integrado. Indo além, os autores contam que os inventores da FirstBuild estão investigando recursos inteligentes, como jarras d’água de preenchimento automático, desodorizantes e sensores de bactérias. 

Representantes de outras empresas Fortune 1.000 visitaram a FirstBuild para examinar se essa ideia pode ser duplicada. “A inovação líder do mercado está intrinsecamente vinculada ao crescimento líder do mercado, embora seja algo inerentemente difícil de ser alcançado em grandes empresas”, observa o artigo. “O modelo FirstBuild é uma grande ajuda na solução desse dilema essencial.”

Inovação da cadeia de suprimentos

Assim que li essa história, pensei em como os profissionais da cadeia de suprimentos poderiam ajudar a FirstBuild em sua busca pela inovação. Boas ideias poderiam ter o suporte de um bom conhecimento da cadeia de suprimentos. Por outro lado, os profissionais da cadeia de suprimentos poderiam aprender a romper padrões e abraçar a inovação.

Recentemente, falamos sobre a Internet das Coisas (IoT) e como ela está destinada a revolucionar a cadeia de suprimentos. Veja a definição de IoT no Dicionário da APICS: "Um ambiente no qual pessoas, animais ou objetos recebem identificadores exclusivos e podem transferir dados através de uma rede sem a necessidade da interação entre humanos ou entre o homem e o computador. Isso permite que objetos sejam percebidos e controlados remotamente através de uma infraestrutura de rede existente e cria oportunidades para uma integração mais direta entre o mundo físico e os sistemas de computadores."

Como a IoT pode transformar os produtos e a cadeia de suprimentos da sua empresa? Você está pronto para abraçar a inovação que a IoT certamente trará? Prepare-se para o futuro, começando hoje mesmo sua jornada como Profissional Certificado da Cadeia de Suprimentos da APICS. Visite www.apics.org/credentials-education/credentials/cscp para saber mais.




Notice

ASCM Chicago offices will be closed starting Monday, March 16th until further notice. ASCM will continue to operate as usual with staff working from home.
XClose