Skip To The Main Content

As Desvantagens da Transparência

ASCM CEO

Friday July 29, 2016


APICS-Supply-Chain-Management-Now

A solução que nós escutamos inúmeras vezes para muitos de nossos desafios de cadeia de suprimentos é: transparência. Transparência para fornecedores, transparência para clientes, transparência para colegas parece sempre ser a resposta final. Entretanto, em seu artigo de 21 de julho na Harvard Business Review, David de Cremer coloca em cheque essa ideia. Ele alerta que a transparência pode não ser a “solução universal - e pode até criar novos problemas”.

Embora uma quantidade maior de dados permita mais transparência e possa ajudar-nos a resolver erros, pode também incentivar erros ou más práticas. “Na verdade, o excesso de transparência pode criar condições de trabalho nas quais o funcionário sente sua autonomia e sua singularidade ameaçadas", escreve De Cremer. "Nós só podemos esperar que eles se revoltem".

De acordo com De Cremer, professor da KPMG de estudos de gestão na Judge Business School da Universidade de Cambridge, as consequências do excesso de transparência são as seguintes:

  • Pode criar uma cultura da culpabilização. Fatos por si só não querem dizer nada, a menos que ajudem a esclarecer por que algo aconteceu. “Focar demais em resultados cria uma cultura da culpabilização que desestimula até mesmo seus melhores funcionários, uma vez que até eles irão eventualmente cometer erros”.
  • Pode aumentar a desconfiança. Vamos pegar o exemplo de mandar cópia de e-mail para outras pessoas. Copiar outras pessoas em e-mails certamente é um indicativo de transparência, mas também pode insinuar desconfiança e, assim, gerar menos comprometimento com a organização, diz o autor.
  • Pode aumentar as fraudes. “A transparência total em ambientes de trabalho pode fomentar a postura entre os funcionários de que, uma vez que a empresa teoricamente sabe "de tudo", eles têm direito de enganar o sistema se conseguirem escapar impunes”, escreve De Cremer.
  • Pode estimular resistência. A transparência total que visa punir o mau comportamento e recompensar o bom comportamento pode, inicialmente, parecer uma boa política. Entretanto, é bem provável que os funcionários se oponham ao sistema. Por exemplo, eles podem deixar de compartilhar ideias criativas por receio de que elas possam ser percebidas como uma investida contra o sistema.

De Cremer não está argumentando contra a transparência, mas está destacando como a transparência pode funcionar de forma errada. Para a implementação bem sucedida da transparência, ele recomenda o seguinte:

  • Deixe claro que a transparência é uma maneira de cumprir objetivos do negócio. Ela não é, em si, um objetivo de negócio.
  • Explique como os dados serão coletados e avaliados.
  • Dê ênfase ao aprendizado. “Enfatize que seu objetivo final é aprender, e não a conformidade. Comunicar isto de forma clara - e agir de acordo - vai garantir que os esforços de transparência sejam vistos como motivados por boas intenções, o que por sua vez irá promover um maior comprometimento do funcionário”, diz De Cremer.
  • Aceite desculpas. Lembre-se, erros são oportunidades para aprender.

Implementando transparência de forma eficaz

Uma rápida busca me mostra que eu escrevi sobre transparência para a Supply Chain Management Now pelo menos seis vezes no ano passado. Embora nós tenhamos mostrado que a transparência deve ser fortemente considerada, também é importante lembrar do ponto de vista de De Cremer: A transparência deve ser implementada e executada com cuidado. Pensando em seus alertas e sugestões, eu me arrisco a dizer que construir relacionamentos fortes e colaborativos - com fornecedores, funcionários e clientes - ajuda a promover a transparência e uma série de outras ferramentas de negócios.

Na verdade, a colaboração é tão importante para os profissionais de cadeia de suprimentos, que a APICS oferecerá mais uma vez um plano de aprendizado em Colaboração e S&OP [Sales and Operation Planning, Planejamento de Vendas e Operações], durante a conferência deste ano. As sessões neste plano de aprendizado incluem estratégias para resolver conflitos e promover o desempenho dos negócios. O APICS 2016 também vai oferecer os seguintes planos de aprendizado: Perspectivas em Distribuição e Logística, Gestão de Operações, Risco e Resiliência, Análise de Cadeia de Suprimentos, Liderança em Cadeia de Suprimentos e Estratégia em Cadeia de Suprimentos.

E também tenho a satisfação de anunciar que concluímos o tema para o evento World Café: Projetando o Futuro da Cadeia de Suprimentos. Este diálogo inspirador e interativo é uma oportunidade única de colaborar com colegas de todo o mundo e ajudar a APICS e o Conselho de Administração da Cadeia de Suprimentos da APICS a vislumbrar um futuro dinâmico, preparar-se para ele e, por fim, construí-lo. 

Para saber mais sobre o APICS 2016, que ocorrerá de 25 a 27 de setembro em Washington, DC, acesse apics.org/conference. Não deixe de se inscrever até este domingo e economize até US$ 400. 




Live Web Chat